top of page

As cidades italianas com mais indústrias: dica para trabalho na Itália!

Atualizado: 7 de ago. de 2023

Eu sempre falo sobre indústrias para quem quer morar na Itália. Aqui, a contratação feita pelas indústrias é algo que move bastante a a economia do país, e trabalhar nesse setor é uma ótima opção para quem pensa em recomeçar a vida por aqui.


Por isso, pensando em ajudar vocês a entenderem melhor como funciona, onde elas estão localizadas e as cidades com mais oportunidades, deixarei dicas e detalhes muito importantes que farão muita diferença para vocês, confiram a seguir.


Onde ficam as indústrias na Itália?


De um modo geral, quase metade do tecido empresarial concentra-se no norte da Itália (48,4%), especificamente para 27,5% no Noroeste (Liguria, Lombardia, Piemonte e Valle d’Aosta) e 20,9% no Nordeste (de Emilia-Romagna, Friuli-Venezia Giulia, Trentino-Alto Adige e Veneto).


A indústria emprega mais de 26% da força de trabalho empregada na Itália. Ainda hoje, o norte da Itália continua sendo a área onde as indústrias italianas estão mais concentradas: os trabalhadores da indústria representam, no Norte, mais de 60% do total de ocupados no setor secundário em nosso país.


São vários os motivos que levaram, no passado, a um maior desenvolvimento da indústria no norte da Itália. Entre estes, podemos citar:

  • a maior proximidade com os países europeus mais desenvolvidos;

  • a facilidade de comunicação na área do Vale do Pó (Pianura Padana);

  • a disponibilidade de energia hidroelétrica produzida nas áreas alpinas;

  • governos que, antes da unificação nacional, já se preocupavam com o desenvolvimento econômico da região;

  • nobreza e burguesia mais propensos a investir seu capital em negócios do que em atividades mais tradicionais.

A primeira área do norte da Itália em que as indústrias se desenvolveram foi a do alto vale do Pó, incluindo as colinas subalpinas e os principais vales alpinos. Nesta faixa, as áreas com maior concentração industrial foram as do Piemonte e da Lombardia, e em particular do famoso triângulo Milão, Turim e Genova.


Aqui, ainda hoje, existem muitas empresas que pertencem à primeira fase da industrialização moderna do país, como é o caso de algumas empresas têxteis.


Quais são as indústrias mais difundidas em território italiano?


As indústrias mais difundidas na Itália são:

  • indústrias metalúrgicas e siderúrgicas;

  • indústrias químicas;

  • indústrias mecânicas;

  • têxteis e roupas;

  • setor de alimentos.

Cerca de 30,5% das empresas estão localizadas no Sul do país e nas ilhas, enquanto os 20,1% restantes estão localizados no centro da Itália. A nível regional, a Lombardia fica em primeiro lugar quando o assunto é onde existem mais empresas (16,7%); em seguida temos Lazio (9,4%), Veneto (8,8%), Campania (8,4%), Emilia -Romagna (8,3%), Piemonte (7,8%), Toscana (7,2%), Sicília (6,7%), Puglia (6,1%) e Marche (2,9%). Entre as províncias, Roma se confirma como a primeira província italiana com 6,9% das empresas, Milão com 5,9%, depois Nápoles (4,1), Turim (3,9%) e Brescia (2,2%).


O comércio, setor que responde por 27,7% do total das empresas, concentra-se igualmente entre o Sul e o Nordeste (ambos com concentração de 24,7%). Em particular, o comércio a retalho predomina no Sul: Sul (29,1%) e Ilhas (12,5%); enquanto o comércio atacadista está significativamente mais presente no Noroeste (28,2%) e Nordeste (21,3%).


Cerca de uma em cada duas empresas de manufatura está localizada no norte da Itália (29,8% no Noroeste e 24% no Nordeste), 25,4% no Sul e 20,8% no Centro. A indústria do fumo e a fabricação de produtos derivados do refino de petróleo se concentram principalmente na região sul com 61,4% e 45,6%, respectivamente.


No setor da construção (14,9% do total das empresas), temos um total de 52,5% dessas empresas concentradas no Norte da Itália, 26,2% no Sul e nas Ilhas e os restantes 21,3% no Centro.


Em relação às startups, 55,4% estão presentes na região norte e se concentram principalmente na Lombardia (22,2%), Emilia-Romagna (12%), Veneto (7,8%), Piemonte (6, 1 %); no Sul e nas Ilhas (23%), as regiões mais com maior concentração são Campânia (6,3%), Sicília (4,9%) Sardenha (2,4%) e Calábria (2,3%).


Para entender melhor como saber onde estão as indústrias de cada setor, vários fatores condicionaram e continuam a condicionar a localização delas.


A proximidade com os locais de produção de matérias-primas é o que costuma acontecer na indústria de alimentos, por exemplo. As principais indústrias de laticínios na Itália estão localizadas no Vale do Pó, onde a pecuária é mais difundida; na Sardenha, onde a criação de ovelhas é generalizada. Já a indústria açucareira concentra-se na Emilia Romagna e no Veneto, onde se cultiva a beterraba. A indústria do vinho está presente nas principais regiões vitivinícolas do país: Chianti, Monferrato, etc. Na Sardenha, processam-se o chumbo e o zinco extraídos da zona.


Outra coisa muito comum é a proximidade com os portos, ponto de chegada de muitas matérias-primas do exterior. Temos, por exemplo, a indústria de massas que está localizada perto dos grandes portos (Nápoles, Trieste, Gênova), onde o trigo do exterior chegava e era posteriormente produzido em grandes quantidades também na Itália.


Pelo mesmo motivo, muitas indústrias siderúrgicas e mecânicas surgiram em locais costeiros, como Piombino ou Taranto. A indústria química está frequentemente localizada em áreas onde a abundância de água permite a produção de hidroeletricidade. Além disso, podemos citar também o fato de que muitas empresas produtoras de lã surgiram na área de Biella porque a água, muito abundante, era usada tanto para a produção de energia quanto para a lavagem da lã.


Quais cidades morar que possuem um maior número de indústrias e oportunidade de emprego?


Se tivéssemos que fazer um resumo de quais são as cidades com maior número de indústrias e até mesmo de empresas, poderíamos citar como alguns exemplos as seguintes cidades: Milano, Torino, Roma, Genova, Ravenna, Brescia, Monza, Napoli, Bari, Parma, Bologna, Cremona, Verona, Firenze, Pisa, Frosinone, Modena, Venezia, Reggio Emilia, Trento, Rieti e Lodi.


bottom of page