Casa popular na Itália

Casa popular é aquela construída por um órgão público, que pode ser o estado, o município ou a região, gerenciada por institutos ou fundações. O principal objetivo é fornecer casas para aluguel, em aluguéis subsidiados, para famílias que estão em condições financeiras difíceis. Quem o solicita deve ter os requisitos necessários que dependem do município de residência. Essas solicitações são colocadas em uma lista de espera e, conforme a habitação é construída ou desocupada, são propostas aos candidatos. Em alguns casos, há também a possibilidade de comprar uma casa popular.


Um dos meios para comprar é através de leilões, mas são exigidos alguns requisitos, então confira a informação com os órgãos competentes. A outra maneira é através do que eles chamam de “diritto di prelazione”: um apartamento inserido em um conjunto de moradias públicas à venda também pode ser adquirido pelo inquilino que mora lá. É o chamado "direito de preferência", e a compra da casa é chamada de "riscatto" (resgate).


Depois de um certo número de anos em que o inquilino mora naquela casa e paga regularmente o aluguel, ele pode começar a comprar o apartamento usando os pagamentos do aluguel com o resgate acordado, como se fossem um adiantamento no custo da casa. Além disso, normalmente, haverá um adiantamento inicial para o riscatto e o saldo final. Após um determinado período de tempo que é fixado periodicamente pelo órgão de administração, a propriedade da casa passa para o inquilino. O resgate da casa pode ser realizado não apenas pelos inquilinos, mas também por parentes próximos.


Como fazer para morar em uma casa popular na Itália


As listas para a atribuição de moradias públicas cresceram ao longo dos anos e as instituições decidiram estabelecer critérios específicos para confiar as casas a quem realmente está em situação de desvantagem econômica. Para solicitar um alojamento público, é necessário entrar em contato com a autoridade competente e, em seguida, preencher o formulário de solicitação apropriado disponível nas agências designadas. Nele devem ser inseridos seus dados pessoais, a situação de trabalho, um endereço residencial etc. Além disso, é necessário ser um cidadão italiano (ou da UE) ou ter um permesso di soggiorno válido e ser residente na cidade onde irá se inscrever para o programa.


Quanto mais a condição da família é desfavorável, maiores as chances de receber a atribuição de uma habitação pública. Pessoas com deficiência, pais solteiros que criam seus filhos e casais jovens são alguns dos sujeitos que podem solicitar moradia. Renda, número de membros da família, porcentagem de incapacidade (deficiências e mobilidades comprovadas), filhos menores dependentes e idade são os critérios que são avaliados principalmente para a atribuição de moradia e que permitem que os órgãos responsáveis ​​elabo