Coisas que nunca te contaram sobre a Itália

O país da bota é cheio de história e tradição, e muita coisa que aconteceu lá no passado, desde guerra até grandes festivais, influenciaram (e muito) em como as coisas funcionam hoje em dia! Viver em um país novo ou viajar à passeio requer que você saiba sobre como funcionam as coisas nesse local, e mais ainda sobre o porquê que são assim! Já parou para pensar que muita coisa hoje em dia só é de um jeito porque lá atrás alguma coisa aconteceu?


Bom, que tal saber um pouquinho mais sobre a Itália (e os italianos) no post de hoje, e saber mais sobre o país antes da sua mudança ou da sua viagem dos sonhos?


A primeira rua pavimentada da Itália


A Toscana foi o primeiro local onde surgiram as estradas pavimentadas. Especificamente em Florença, no ano de 1339, que foi a primeira cidade a pavimentar suas próprias estradas, até então não pavimentadas. 💰 A obra foi financiada pelos ricos banqueiros florentinos e tinha como objetivo facilitar a passagem de veículos e pessoas. O primeiro e principal material usado para o piso era pedra, além de um elegante piso de terracota ao redor da Piazza della Signoria.



O famoso pão sem sal na Toscana


Uma particularidade da Toscana é, sem dúvida, o seu pão 'sem graça' (sciapo), ou seja, sem sal, que são a base de excelentes pratos de origem camponesa, como a ribollita (uma sopa maravilhosa 🥣). Mas de onde vem esse costume único de fazer pão sem sal? Bem, os historiadores atribuem isso a razões econômicas: a rivalidade entre Pisa e Florença é conhecida há séculos e entre os dois, foi Pisa quem controlou o comércio de sal, que chegou às áreas do interior do porto. Quando os pisanos decidiram aumentar o preço do sal, a resposta de Florence foi muito simples: começar a usar pão sem sal. Isso explica a origem dessa peculiaridade agora regional 🥖



A história da famosa Bistecca Fiorentina


Sabemos que um dos grandes pratos tradicionais da Toscana é a “bistecca Fiorentina”. Mas de onde vem o termo "bistecca”? A etimologia do nome nos remonta à Florença do século XVI. Aqui, por ocasião de um festival popular na Piazza San Lorenzo, chegaram alguns ingleses que estavam na cidade a negócios. Durante o festival, estava sendo servida carne grelhada, um prato muito apreciado pelos convidados estrangeiros, que começaram a gritar alto "beef Steak”, pedindo mais. A partir daqui, o povo da Toscana traduziu o termo em inglês, o chamando então de "bistecca” 🥩



Ilha centenária no Sul da Itália


Na Sardenha, encontramos o que chamamos de "zona blu", o que faz da ilha um dos locais no mundo com a maior quantidade de centenários do planeta! O termo zona azul é usado para identificar áreas do planeta onde a expectativa de vida é maior que a média mundial. Dois estudiosos, Gianni Pes e Michel Poulain, desenvolveram o conceito e publicaram um estudo focado nos centenários da Sardenha. A pesquisa identificou três zonas azuis na ilha, em Ogliastra, Barbagia e sul da Sardenha.


A longevidade dos sardos certamente depende de vários fatores. Os fatores da vida são influenciados não apenas por fatores genéticos, mas também por fatores ambientais e um estilo de vida mais ou menos saudável. Alguns dos fatores que torna a população dessa ilha na Itália tão centenária são:

  • Fumam pouco ou praticamente não fumam;

  • Dieta semi-vegetariana (carne ingerida nas quantidades certas e não com muita frequência);

  • Ingestão regular de legumes;

  • Atividade física moderada e constante;

  • Importância cultural do conceito de família;

  • Morar em um lugar pequeno e isolado (como uma ilha).



Os italianos são contra Fast Food!


Os italianos amam tanto comida pura que, em 1986, quando o primeiro McDonald's foi inaugurado em Roma, vários puristas de comida estavam em frente à entrada do restaurante, oferecendo espaguete gratuito para lembrar a cultura italiana de comida pura. Além disso, tivemos uma má reação de vários italianos com a inauguração recente de um Starbucks na Itália, muitos afirmavam que não vendem o verdadeiro café, e que as pessoas deveriam continuar indo aos bares para beber e comer coisas que realmente fossem italianas e não artificiais. Além, é claro, de reforçarem a importância do comércio local, que não pode perder espaço para essas grandes empresas.



A primeira ZTL italiana


Julius Caesar não era apenas um general e um político hábil, mas também um administrador muito ativo. Um ano antes de sua morte, ele promulgou o Lex Iulia Municipalis, que incluía um conjunto de regras para regular o tráfego em Roma, também válido como uma "lei-quadro" para medidas semelhantes em outras cidades.


O caos em Roma também foi recorde naquela época. Cesare havia proibido vagões que transportavam mercadorias para circular durante o dia, para não congestionar as estradas. Os vagões do "serviço público" estavam isentos dessa proibição: para o transporte de padres, lixo, para as necessidades de jogos que aconteciam na região etc.


Você sabe o que é ZTL (zona de trafego limitada)? É uma área na cidade onde só transitam moradores ou pessoas com autorização especial! Se por acaso você tiver dirigindo e entrar sem querer em alguma ZTL, levará multa! Por isso é preciso ficar de olho na sinalização! É raro uma cidade na Itália que não tenha uma ZTL!



Quer saber mais sobre a Itália? Comece a seguir nosso blog e receba em seu e-mail os novos artigos, e aproveite para ler sobre vários assuntos interessantes sobre a vida na Itália e viagens pelo país da bota!

 

Modulo di iscrizione

Toscana, Itália

  • Instagram
  • Facebook

©2020 di Coisas que eu sei.