Como é morar em uma cidade pequena na Itália

Chegou a hora de iniciar seu planejamento de mudança para a Itália, e uma das dúvidas mais recorrentes é: onde morar? Pensando nisso, hoje o post é sobre morar em uma cidade pequena na Itália! Mas, por que cidade pequena? Bom, muitos levam em consideração o custo e a qualidade de vida, e muitas vezes se vêem “presos” na opção de escolher um lugar menor. Mas quais as vantagens e desvantagens em morar numa cidade pequena na Itália?


Diferença entre cidade pequena e vila


Antes de mais nada, você precisa entender o que é uma cidade pequena na Itália. O país é composto de muitas cidades menores, e muitas são tão pequenas que são consideradas vilarejos. Ou seja, uma cidade de 3 ou 5 mil habitantes é muito comum, e eu particularmente não recomendo muito caso você dependa de trabalho. Já uma cidade com 20 mil ou mais habitantes, já é algo a ser analisado. Porém, atenção, existem cidades de 20 mil habitantes que ficam muito afastadas, em alto de montanhas, e que ficam longe de grandes centros, o que pode dificultar em seu recomeço no país. Mas, existem muitas com 20 a 70 mil habitantes que ficam bem localizadas.


Vou dar um exemplo para você entender melhor: moro em Pontedera, uma cidade com pouco mais de 20 mil habitantes aqui na Toscana. Porém, é uma cidade interessante pois fica a apenas 15 minutos de trem de Pisa (cidade turística) e a 40 minutos de Firenze (grande centro na Toscana); ou seja, apesar de ser pequena, é bem localizada, além de ter um bom transporte público, indústrias, comércio etc., mas isso falaremos melhor nos próximos tópicos.


Transporte público em cidades pequenas na Itália


Um dos fatores essenciais ao escolher uma cidade pequena para viver é sobre como será a sua locomoção, não só dentro da cidade, mas principalmente para outras localidades. Antes de mais nada, você precisa analisar o tópico anterior: cidades extremamente pequenas são escassas de transporte público, já cidades um pouco maiores você encontrará uma maior facilidade nesse aspecto.