Como levar dinheiro para a Itália? Dicas e valores

Chegou a hora da sua tão esperada viagem para a Itália (ou qualquer país da União Européia) e bateu aquelas dúvidas: Qual é a melhor forma de levar o meu dinheiro? Qual o valor máximo e o valor mínimo que posso levar? Bom, o post de hoje é justamente para responder essas perguntas!


Quantos euros posso levar para a Europa?


A resposta é fácil: até quantos euros você quiser! Não tem um valor máximo estipulado, porém, caso você queira levar um valor igual ou superior à R$10.000,00 ou o equivalente em outra moeda em espécie, você deverá fazer a declaração dessa quantia para a Receita Federal.


E para fazer essa declaração é bem fácil! Ela se chama DECLARAÇÃO ELETRÔNICA DE BENS DE VIAJANTES (e-DBV), e é feita online no próprio site da Receita Federal, como mostro na imagem abaixo para vocês:



Uma observação importante a se fazer é que não haverá cobranças de impostos nos valores declarados. Outro fator importante é que deve ser declarado o porte de papel-moeda nacional ou estrangeira em espécie, não compreendidos os títulos de crédito, cheques ou cheques de viagem. Bom, tendo feito a declaração, você deverá entregá-la à Alfandega, juntamente com outros documentos, que estão citados abaixo:


  • O montante, em espécie, declarado;

  • Declaração Eletrônica de Bens de Viajantes (e-DBV);

  • Comprovante de aquisição da moeda estrangeira em banco autorizado ou instituição credenciada a operar em câmbio no País, em valor igual ou superior ao declarado;

  • Declaração apresentada à unidade da RFB, quando da entrada no território nacional, em valor igual ou superior àquele em seu poder;

  • Comprovante do recebimento em espécie ou em cheques de viagem, por ordem de pagamento em moeda estrangeira em seu favor, ou de saque mediante a utilização de cartão crédito internacional, na hipótese de viajante não residente no Brasil, estrangeiro ou brasileiro.


E sim, antes que você me pergunte, caso você tenha esse valor com você, a declaração é obrigatória. As punições podem variar de retenção do montante, apreensão ou sofrer punições por violar a lei do país.


Outro fator muito importante é que, se você, ao chegar na União Européia, estiver portando um valor igual ou superior à € 10.000,00 ou o equivalente em outra moeda em espécie, você também precisará fazer uma Declaração (EU Currency Declaration Form) e apresentar à

Alfandega. Essa declaração também é feita de forma online, e clicando aqui você conseguirá fazer o download de uma versão em português dessa declaração. Importante lembrar de olhar o país para o qual você vai e em qual língua eles exigem que essa declaração seja emitida.


Qual valor mínimo preciso para passar na imigração?


Uma das exigências feitas pelos países da Área Schengen é que você tenha como comprovar que possui meios para se manter durante o período da sua estadia no continente europeu.


Um valor médio seria entre 60 e 70 € por dia, porém esse valor pode variar de país para país, da quantidade de dias que você ficará, de qual o tipo de turismo ou finalidade da sua viagem, se terá que se hospedar em hotel ou possui uma carta convite, enfim.


Vou deixar abaixo, os valores necessários para a entrada na Itália, que estão disponíveis no site do Ministério das Relações Exteriores:



Como levar o dinheiro e qual a melhor maneira?


Existem várias formas para se trazer o dinheiro e, antes de decidir como trazer, analise o seu perfil e as suas necessidades. Talvez quem vem a passeio prefira usar cartões, mas para quem vem de mudança prefira trazer em espécie, então, analise todos os pós e contras antes de estar decidindo como trazer o seu dinheiro.


Dinheiro em espécie


Forma mais rápida, fácil, barata e prática. Porém você deve analisar as vantagens e as desvantagens. A principal vantagem é que trazendo seu dinheiro em espécie, você evita pagar o IOF de 6,38% que se paga com cartões, porém deve tomar muito cuidado no transporte e armazenamento desse dinheiro, porque se for roubado, pode ser bem difícil reaver esse valor.


Cartão pré-pago


Uma forma fácil e prática para trazer seu dinheiro! Os cartões pré-pagos são oferecidos por empresas de Cambio que recarregam o valor em Euros (ou a moeda de sua escolha) no cartão e você o usa como débito e também para saques. A desvantagem é que você pagará o IOF de 6,38%.


Abrir uma conta no exterior


Outra opção que pode ser uma boa! Existe a possibilidade de abrir conta fora via bancos nacionais no Brasil mesmo ou até mesmo de forma online. Se você tiver essa conta, poderá transferir o dinheiro via Transferwise por exemplo, que possui uma boa taxa de cambio.


Cartão de débito e crédito


Cartões de crédito são vistos como vilões pois estão sujeitos à mudança no valor do cambio (ou não) porém tem inúmeras vantagens como praticidade, segurança, acúmulo de pontos e milhas, e muito mais. O mesmo serve para cartões de débito, também se paga o imposto mais alto mas pode ser um jeito prático de usar o seu dinheiro.


Cheques de viagem


Você adquire uma quantidade de moeda estrangeira em forma de cheques com valores já pré-estabelecidos. Quando chegar ao exterior, para usá-los, é necessário assinar os cheques e trocá-los em casas de câmbio ou pagar diretamente em estabelecimentos como hotéis e lojas.

 

Modulo di iscrizione

Toscana, Itália

  • Instagram
  • Facebook

©2020 di Coisas que eu sei.