Como levar seu PET para a Itália: passo a passo para viajar com cachorro/gato

Hoje eu quero te explicar o passo a passo para viajar de avião com seu PET para a Itália. Essas regras serão as mesmas para outros países europeus, porém o foco aqui é Itália, então, se precisar ir para outro país, confira antes só para confirmar e ter certeza.


Microchipagem


O primeiro passo será colocar um microchip no animal. Ele é um dispositivo minúsculo, do tamanho de um grão de arroz (mais ou menos 12x2mm), que é colocado na cervical do cachorro/gato e vira tipo um CPF do bichinho. Pode ser implantado por qualquer veterinário, basta que depois ele te dê o certificado de aplicação: preço médio com aplicação é de R$200,00. O chip deve ser padrão ISO 11784 e ISO 11785.


Vacina antirrábica


Depois de colocar o microchip, o cachorro/gato deve ser vacinado contra raiva: mesmo que o pet já tenha sido vacinado antes, será necessário aplicar a vacina depois de colocar o microchip, pois o lote da vacina será atrelado ao número do microchip. Então, aplique dias depois, ou no mesmo dia se preferir (melhor dar um intervalo).


Sorologia


Após 30 dias que seu bichinho foi vacinado, é necessário fazer um exame para comprovar que a vacina fez efeito e que ele criou anticorpos para a doença. Esse exame é a sorologia: você deve procurar uma clínica que possa enviar a amostra do sangue do seu cachorro para um dos laboratórios credenciados internacionalmente para fazer esse exame. Atualmente temos o TECSA Laboratórios Ltda, em Belo Horizonte/MG, a USP em São Paulo e em Curitiba (Instituto de Tecnología do Paraná). Pode custar entre R$ 500 e R$ 1.000, ou mais.


Quarentena