Como passar na imigração italiana?

No post de hoje, vamos falar sobre a tão temida passagem pela imigração europeia (italiana), que deixa tanta gente com medo de voltar para casa (e sem necessidade, na maioria das vezes, rs). Por isso, hoje vou dar dicas para vocês sobre como ir tranquilo na sua viagem, e quais os documentos necessários para não ter medo algum na hora de passar na imigração.


Mas só uma obervação importante: lembre-se que brasileiros não precisam de visto para entrar na Itália por um período de 90 dias!


Dicas úteis na hora da imigração


Sabemos que passar na imigração pode ser algo bem simples, mas como pode te dar muita dor de cabeça. E isso não depende só de você, depende do humor do funcionário, se tem algum fator externo que possa implicar em uma entrevista mais rigorosa (como, por exemplo, ataques terroristas recentes podem intensificar o controle), depende do país para onde você vai (uns são mais rigorosos, por isso, sempre pesquise bem sobre a entrada naquele país) entre muitos outros fatores.


Por isso, fique de olho nessas dicas, que podem, de alguma forma, tornar o seu processo mais rápido e fácil:


Responda só o que for perguntado: evite ficar dando mais repostas do que te foi perguntado. Apenas responda de forma clara e objetiva às perguntas que te fizeram.


Fique calmo: manter a calma demonstra que você não tem nada a temer e que não precisarão desconfiar de você em momento algum. Mesmo que te façam a mesma pergunta várias vezes, mantenha a calma e responda quantas vezes for necessário.


Idioma: não fique tentando falar coisa demais em um idioma que você não sabe falar. Se necessário, eles podem chamar um tradutor para te auxiliar. É melhor falar na língua que você sabe, e, claro, aprender o básico para tentar responder pelo menos poucas perguntas (as principais, pelo menos).


Tenha os documentos em mãos: tenha em suas mãos os documentos necessários para passar na imigração, mas não chegue entregando nada que não for pedido. Deixe de fácil acesso, de preferência em uma pasta, para que, caso seja necessário, possa ter tudo em mãos para entregar ao oficial. Existem documentos extras que podem te ajudar, mas lembre-se que o importante é apresentar apenas o que lhe for pedido.


Não minta: saiba que, se você está com os documentos exigidos em mãos, com todas as possíveis comprovações, e não indo de forma ilegal, você não tem o por que de mentir em momento algum. Caso você esteja indo fazer sua cidadania, é um direito seu dizer isso, desde que tenha como comprovar tudo o que é necessário para sua entrada no país, como dito anteriormente.