• Coisas que eu sei

Coronavírus circula na Itália desde setembro de 2019

Recentemente, saiu em vários jornais que o COVID-19 já estaria presente na Itália desde setembro de 2019, segundo o Istituto di tumore di Milano: “Um estudo de amostras de sangue de quase mil pacientes que participaram de exames de câncer de pulmão, revelou a presença de anticorpos específicos cinco meses antes da descoberta do primeiro paciente com Covid-19”.

“O vírus SarsCov2 estava circulando na Itália já em setembro de 2019, bem antes do que se pensava até agora”. Essa é a hipótese de um estudo do Instituto do Câncer de Milão e da Universidade de Siena, cujo primeiro signatário é o diretor científico Giovanni Apolone.

Ao testar sorologicamente amostras de sangue de 959 pessoas assintomáticas que participaram de exames de câncer de pulmão entre setembro de 2019 e março de 2020, 11,6% dessas pessoas tinham anticorpos contra o coronavírus, dos quais 14% já em setembro, 30% na segunda semana de fevereiro de 2020, e o maior número (53,2%) na Lombardia.

O fato de os anticorpos terem sido encontrados já em setembro, no entanto, parece contradizer outros estudos, que comprovaram a passagem do Sars-Cov2 de animais para humanos em outubro de 2019, portanto um mês depois. De acordo com o estudo de Milão e Siena, no entanto, 111 das pessoas testadas já tinham anticorpos, o que mostraria que o vírus SarsCov2 começou a circular na Itália de forma assintomática vários meses antes de o primeiro paciente Covid ser identificado- 19 em Codogno em fevereiro, Mattia, o famoso paciente 1 para o qual parecia impossível reconstruir a cadeia de contágio.