Coronavírus na Itália: decreto nacional! Todos dentro de casa

As coisas na Itália em relação ao coronavírus tem mudado com uma velocidade assustadora.


Em poucos dias, os números aumentaram exponencialmente, chegando a mais de mil casos confirmados em um só dia. Tendo em vista todos os acontecimentos recentes, o primeiro ministro, Giuseppe Conte, no dia 08 de março, anunciou um decreto a ser cumprido em todo o território nacional, a fim de tentar conter a disseminação do vírus.


O decreto já está em vigor e foi publicado na Gazzetta Ufficiale. Antes, as restrições maiores eram apenas para a zona rossa, até então formada pela região da Lombardia e mais as cidades de: Modena, Parma, Piacenza, Reggio Emilia, Rimini, Pesaro e Urbino, Alessandria, Asti, Novara, Verbano-Cusio-Ossola, Vercelli, Padova, Treviso e Venezia. Atualmente, toda a Itália está declarada como “zona protetta”, sendo válido, então, para todo o território nacional, o Decreto-legge 23 febbraio 2020, n. 6.


Entre os principais itens descritos no decreto, podemos citar:

  • Ninguém deve ir para outra cidade, a não ser por motivo de trabalho, saúde ou casos especiais, tendo que comprovar sua locomoção através de uma auto certificação;

  • Pessoas com sintomas de infecção respiratória e febre (acima de 37,5 °C), é altamente recomendável permanecer em sua casa e limitar os contatos sociais o máximo possível, entrando em contato com seu médico e utilizando os números de emergência disponibilizados pelo governo;

  • Proibição absoluta da mobilidade das pessoas que estão em casa sob quarentena devido ao resultado positivo para o vírus;

  • Os eventos esportivos e competições foram todos suspensos, seja em locais públicos ou privados. Além disso, academias, centros esportivos, piscinas, clubes etc., estão fechados;