top of page

Cursos profissionalizantes para fazer na Itália e ajudar na busca de um emprego!

Atualizado: 7 de ago. de 2023

Existem vários tipos de cursos de qualificação profissional que você pode fazer na Itália para iniciar em uma nova área! Esses cursos são muito úteis para quem quer mudar de profissão (ou começar em uma nova) que não exija uma graduação! Fazendo esses cursos, você abre o leque de oportunidades de trabalho no novo país, e no post de hoje, vou citar alguns cursos que serão muito úteis para quem estiver precisando de uma vaga de trabalho na Itália.


Mas, antes de continuar, duas dicas importantes: para fazer esses cursos você tem que provar escolaridade, apresentar a Declaração de valor obtida no consulado italiano no Brasil e ter o básico de compreensão da língua.


Além disso, você terá a oportunidade de fazer esses cursos de maneira privada, pagando por eles, ou tentando os cursos gratuitos que cada região da Itália oferece! Normalmente eles são voltados para desempregados, por isso você precisará ter seu cadastro efetuado no Centro de emprego da sua cidade. Se não, podem ser feitos também em colaboração com Agências de trabalho e outras Instituições que financiam esses cursos. Para saber se tem cursos gratuitos na sua cidade, basta pesquisar por: corsi di formazione professionale gratuiti a “nome da cidade”.


OSS – Operatore socio sanitário (operador sócio sanitário)


Essa função ocupa o 1º lugar entre as profissões de nível médio mais solicitadas na Itália, principalmente nos últimos 2 anos devido a pandemia! Para se tornar um OSS é necessário frequentar um curso de formação com título de qualificação válido a nível nacional através de uma instituição de formação reconhecida pela sua região (1000 horas de curso, das quais, em sua maioria,500 horas serão de estágio).


O OSS desenvolve as suas atividades nos setores da saúde e social, operando em: hospitais, alojamentos comunitários e residências para idosos, na casa do paciente etc., colaborando com outros OSS, com médicos, enfermeiras, assistentes sociais, educadores, fisioterapeutas e com as famílias dos pacientes. O trabalho do OSS dirige-se a pessoas em situação de penúria ou doença social: idosos com problemas sociais e de saúde, famílias, crianças, pessoas com deficiência, adultos em dificuldade ou com problemas psiquiátricos e doentes hospitalares.



Entre suas tarefas, podemos citar:

  • administração de refeições e tratamentos de higiene;

  • preparação de refeições e administração de terapia;

  • fazer pequenos curativos;

  • detectar sinais vitais;

  • cuidar da higiene pessoal e administrar terapia sob a supervisão de enfermeiras;

  • transportar pacientes dentro do hospital usando cadeiras de rodas ou camas adequadas;

  • realizar atividades de esterilização, saneamento e saneamento etc.


ASO – Assistente studio odontoiatrico (assistente de dentista)


Esses assistentes operam em instalações médicas odontológicas públicas e privadas e tem várias funções:

  • preparar a estação de trabalho, materiais e ferramentas necessárias para o dentista realizar as intervenções;

  • ferramentas manuais para o dentista e assistência contínua;

  • guardar as ferramentas utilizadas, descartando os materiais descartáveis ​​de acordo com as normas em vigor;

  • esterilizar e desinfetar instrumentos reutilizáveis;

  • gerenciar compromissos;

  • gerenciar pagamentos;

  • arquivar registros médicos;

  • verificar estoques de materiais;

  • preparar pedidos de suprimentos odontológicos quando necessário etc.



Para obter a qualificação ASO é necessário realizar um curso com duração de 700 horas (a ser realizado em um período não superior a 12 meses), dos quais 300 horas em sala de aula (teoria, técnica + exercício prático) e 400 horas a realizar como estagiário em clínica ou clínica conveniada. Uma vez atingida a frequência mínima de horas fixada (igual a 90% do total de horas do curso) e com avaliação positiva do estágio, será realizado um exame final composto por 3 testes:

  • Exame escrito com questões de múltipla escolha;

  • Exame oral com questões relacionadas ao programa de treinamento;

  • Teste prático com simulação de atendimento odontológico e reconhecimento de instrumentos.

Só passando nos 3 testes finais será possível obter a qualificação.


Operatore di magazzino della logistica (operador de armazém logístico)


O Operador de Armazém de Logística e Expedição trata da movimentação, armazenagem e expedição de mercadorias em todo o território nacional. Opera tanto em empresas de produção, industriais e comerciais, como em empresas de transporte ou serviços logísticos.


Para se tornar operador de armazém logístico, é necessário frequentar um curso completo de formação como oficial de logística (90 horas de curso) com o objetivo de desenvolver competências específicas na realização de armazenamento, embalagem e movimentação de mercadorias. Além disso, não tem como não citar o Carrellista e logistica magazzino, o famoso operador de empilhadeira: dentro do curso de Addetto magazzino e logística você terá horas dedicadas para a obtenção da “carteira” para poder conduzir esses carrinhos que movimentam as mercadorias (patentino muletto per la guida del carrello elevatore).



Barista e Barman


Essa é uma das funções que sempre são necessárias em vários bares, restaurantes, cafeterias, hotéis etc. aqui na Itália! Acho muito válido, até porque existem cursos longos, mas também aqueles mais curtos com certificações que podem ser muito úteis para adicionar no currículo! E claro, se não quiser se dedicar somente a café, pode fazer um curso que envolva drinks e bebidas, assim terá especialidade nos dois âmbitos, podendo abranger ainda mais vagas de trabalho.



Tecnologia da informação


O setor de TI tem se tornado muito importante após o crescimento digital exponencial que vem ocorrendo nos últimos anos. Entre as figuras mais solicitadas no setor de TI, podemos citar Analista/desenvolvedor/programador de Software e o técnico de TLC. Entre os desenvolvedores, os mais solicitados na Itália são aqueles que desenvolvem em Microsoft .NET e Java; é uma das profissões para as quais é mais fácil encontrar trabalho na Itália.



Operaio Saldatore (soldador)


O soldador é treinado por meio de cursos específicos que permitem o acesso ao exame de "licença": você precisa ter um “patentino” para poder operar como soldador. A duração dos cursos é variável: de um mínimo de 12 horas a um máximo de 60 horas dependendo da soldagem específica que se deseja aprofundar.


Normalmente, ao final do curso, o aluno faz um exame realizado por entidade certificadora credenciada que atesta as habilidades aprendidas. O teste envolve duas fases: a primeira parte prática na qual você deve demonstrar que sabe como soldar em uma placa ou em um tubo de acordo com uma especificação de soldagem (WPS: especificação do procedimento de soldagem) que define os métodos de acordo com os materiais a serem soldadas, as dimensões e a forma das peças, a posição da junta, a técnica de soldadura etc. Se ambos os testes forem positivos, uma licença de soldador válida por dois anos será concedida em toda a Europa. Decorridos os dois anos, é necessário repetir o exame.



Em quais lugares fazer esses cursos?


Como dito no início do post, você pode fazer de forma gratuita (ou paga) pelos cursos que a região onde você irá morar oferece, ou através de escolas privadas, que podem ser territoriais (da sua cidade/região) ou nacionais. Um dos sites muito usado a nível nacional que coleta cursos oferecidos por várias cidades e escolas é o Corsidia.



Bình luận


bottom of page