História do vinho italiano

O Vinho é uma das bebidas mais antigas consumidas pelo homem, principalmente pelo italiano, que possui uma longa história e tradição que vai do Norte ao Sul do país. Não é para menos que o nome do antigo território italiano era denominado Enotria Tellus, ou seja, Terra do vinho. Por isso, aqui na Itália se diz que, no momento que nasce um italiano, ele se torna um legítimo cidadão de Enotria e é naturalmente amigo do vinho, ou seja, beber vinho não é um vício, e sim uma arte.


Origem das videiras


A videira é originária das Índias, e provavelmente se propagou para Ásia no terceiro milênio antes de Cristo, e depois no Mediterrâneo, especialmente no território futuro que pertenceria ao Norte, Centro e Sul da Itália.


grape-cluster-vine-sunny-day-wide-hd-wallpaper

Com o início da agricultura, e durante a lua crescente, na região que compreende o Rio Tigre e Eufrates, aconteceu a primeira revolução da história da humanidade: foi descoberto o processo de fermentação para a produção de pão, queijo e, sobretudo, vinho. No Egito, o vinho era muito presente, e a marca DOC, muito famosa até os dias de hoje, foi inventada pelos Egípcios. A partir daí, a vinificação foi difundida para os Hebreus, Árabes e Gregos.