Novo decreto na Itália: fronteiras reforçadas para evitar a entrada de brasileiros no país

Foi assinado o novo decreto na Itália no dia 15 de janeiro, com as novas normas de contenção do coronavírus, e terá vigor do 16 de janeiro ao 5 de março, até segundas ordens.


As novidades são que o estado de emergência da Itália foi prorrogado até o dia 30 de abril, ao invés de terminar no 31 de janeiro, e uma zona branca será introduzida assim que alguma região cumprir com os requisitos. Atualmente os dados na Itália não são nenhum pouco animadores: a curva de contágio continua a subir, e são poucas regiões onde não serão aplicadas medidas mais severas.


Mas não só na Itália: Portugal está em lockdown, França fora do controle, Reino Unido e Espanha também; a situação na Europa, até então, é bem preocupante. A seguir, algumas normas em vigor no novo decreto:


- Até o dia 15 de fevereiro está proibido sair de uma região para outra, a não ser que por motivos de necessidade;

- Máscara sempre, em locais abertos e fechados;

- Cobre fogo das 22 às 05 da manhã (não se pode sair nessa faixa horária, a não ser por motivos de necessidade comprovada);

- Pode-se visitar casa de amigos (mas ir ao máximo em 2 pessoas) apenas uma vez por dia;

- Piscinas, academias, teatros, cinemas, discotecas continuam fechados;

- Transporte público pode funcionar desde que atue apenas com 50% de capacidade;

- Não se pode fazer festas, incluindo casamentos;

- Dadas as agitações noturnas que continuam ocorrendo, o governo decidiu proibir a venda de bebidas e comidas take-away em bares e enotecas a partir das 18h;

- A partir das 18h é proibido consumir alimentos e bebidas em locais públicos abertos ao público;

- Reabrem museus e centros culturais, porém só nas zonas amarelas, mas somente de segunda a sexta-feira;