O que devo pensar antes de mudar de país?

Pode parecer clichê ou às vezes pensamos que um pouco de informação basta, mas, quando se trata da decisão de mudar de país, muita, mas MUITA coisa deve ser analisada e levada em consideração. Resolvi fazer esse post porque, antes de vir para a Itália, eu pesquisei muita coisa, mas na maioria das vezes, não achei algo que fosse realmente útil ou que se encaixasse na minha realidade. Ah, antes de continuar, quero deixar claro que os posts que eu escrevo são com bases na minha experiência. Como eu contei para vocês no post anterior, tive motivos X para vir embora, e, com base nisso, vou contar minha experiência. Mas, mesmo que não seja seu caso, talvez algo que eu tenha para contar seja útil para você também, então, vamos lá!


Então, resolvi que quero mudar de país, ok, o que pensar? O que devo levar em consideração? Vai valer a pena? É isso mesmo que eu quero? Poderia escrever aqui mil e uma perguntas (algumas sem respostas, porque garanto que algumas respostas você só tem depois que toma a decisão), mas só algumas delas já bastam para que você tome (ou não) uma decisão.


Para mim, o mais importante é você saber o quanto essa mudança é importante na sua vida. Se é algo que você realmente quer, saiba que seu sonho já está 70% em andamento, afinal, tomar a decisão de ir embora é o mais importante. Os outros 30% envolvem algumas coisas bem chatinhas, mas que são importantes para o seu processo de mudança.


Primeiros passos


PRIMEIRAMENTE: Resolveu se mudar? Ok. Mas qual o motivo? Se vai à estudo, então é mais fácil. Você deve analisar algumas coisas como moradia, custo de vida para saber quanto vai gastar e tal, mas, ainda é mais fácil porque, se você deu a sorte de ir estudar, é por que está numa situação mais privilegiada que a minha haha. Mas, trazendo para a minha experiência, se você vai embora para começar uma vida do zero, já te digo de cara que você tem que ver muuuita coisa!


Só quem vai embora sabe como é difícil ficar longe da família, dos amigos, abrir mão de um emprego. Saber que isso fará parte da sua decisão é fundamental! Algumas vezes temos que abrir mão de coisas essenciais para alcançar objetivos ou ir em busca de realizar sonhos. Não é fácil, dá saudade, mas faz parte da vida. Voltando para a parte mais racional do assunto, como disse no post anterior, você deve PESQUISAR! E muito!


Leia sobre o país: Cultura, alimentação, moradia, custo de vida, saúde, transporte, trabalho... MAS POR QUE TUDO ISSO GENTE??? Simples! Porque muita gente olha só um lado e esquece de outros que são fundamentais! A Itália é o país da pizza, da pasta, do vinho? É ... Mas não é que só saber disso vai resolver sua vida. Você tem que saber também que a Itália passou por uma crise e mudou muito nos últimos anos, principalmente no que diz respeito à emprego. Você tem que saber também que para quem tem documento está um pouco complicado, então para quem quer vir e não tem, está mais complicado ainda!


Por que estou falando isso? Porque muita gente infelizmente não tem as informações necessárias e se desilude quando chega! Ir embora (mesmo que seja para a Europa) é um desafio e você tem que estar pronto para ele. Não adianta você vir achando que vai trabalhar na sua área porque na maioria das vezes você não vai!


Você não pode vir embora achando que só porque tem um documento italiano (ou de outro país da