Viajar, morar e estudar no Reino Unido após o Brexit: o que muda a partir de 1º de janeiro

Como todos sabem, agora é oficial: o Reino Unido não faz mais parte da União Europeia. O acordo foi finalmente oficializado após 11 meses de negociações e determinará como será a relação entre os britânicos e o bloco da UE.


O que é o Brexit?


Se você ainda não está por dentro do assunto, o “Brexit” é a junção das palavras em inglês “British” e “exit” e significa “saída britânica”, e é usado para se referir à saída do Reino Unido da União Europeia (UE). E, a UE (União europeia), por sua vez, é um grupo formado por 27 países - desde a saída do Reino Unido -, com livre comércio entre si. O bloco também facilita o trânsito de seus cidadãos para trabalhar e morar em qualquer parte do território.


A primeira reação ao acordo comercial de última hora alcançado pela Grã-Bretanha e pela União Europeia na véspera de Natal, dia 24, foi de alívio. O temido "no deal", com todas as suas consequências devastadoras para a economia, foi evitado. As novas regras estão dispostas em um documento de mais de mil páginas que também aborda outros pontos, como cooperação climática, segurança e transporte. Não está descartado, no entanto, que no futuro sejam restabelecidas algumas facilidades perdidas com o Brexit. Vamos ver como as coisas vão mudar na vida diária a partir de 1º de janeiro de 2021.


Viajar após o Brexit: o que mudou?